Como lidar com feedbacks negativos? - com Thercio Lemos

Que os feedbacks são essenciais para o nosso progresso como profissionais, nós já sabemos. O que queremos saber agora é como reagir a eles quando não forem tão bons quanto esperávamos.


Com certeza um sorriso envergonhado e um "muito obrigado" não é o suficiente. Por esse motivo, perguntamos a Thercio Lemos, diretor financeiro do Starbucks, como devemos reagir a esses feedbacks negativos. Confere aí, a resposta que ele deu para nosso time e as dicas que elaboramos para vocês:


Thercio começa dizendo que receber um feedback, uma dica ou sugestão é um presente, e como tal deve ser valorizado. A pessoa que dá o feedback está tentando nos ajudar, se esforçando para tornar o outro melhor, por isso devemos ser gratos, pois segundo ele, receber essa ajuda é uma dádiva.




Primeiro é importante pensar sobre a dica que recebemos, para que num outro dia possamos fazer melhor e aquilo que antes era um erro possa se tornar um acerto.


Depois filtrar bem a dica recebida , afinal cada pessoa é única e para aprender com outra pessoa é preciso que você adapte a sugestão ao seu estilo e não simplesmente copie o outro.


Se houverem dúvidas sobre determinada situação, a melhor solução sempre será perguntar.


Não fique na defensiva, as vezes pode parecer que alguém só veio para lhe corrigir, através de um feedback negativo, porém saber extrair o melhor dessa conversa é o que vai te tornar melhor e um destaque em meio a outros profissionais, afinal, você está preocupado com o seu progresso, têm real desejo de crescer. Enxergue as boas intenções das pessoas e agradeça por elas se preocuparem com o seu trabalho, isso mostra que elas vêem o seu potencial.


Não economize esforço, mudar não é uma tarefa fácil e também não é feita de um dia para o outro, exige tempo e dedicação.


Mas tenha a certeza de que seguindo corretamente as dicas dia após dia, você pode crescer e se tornar um profissional e uma pessoa melhor.


Receber um feedback negativo não é fácil, não. Na verdade é bem frustrante. Mas cabe a nós saber o que fazer com nossas frustrações.

Nós do Vamos Subir decidimos usá-las a nosso favor, como um meio para aprendermos. E aí? Vamos subir com a gente?



#VamosSubir